Missão: Inclusão Social dos Povos Indígenas

Como todo brasileiro, Robson Miguel tem em sua genética traços culturais afros, indígenas e europeus “Miguel” de origem espanhola, raízes que o fez conhecido e respeitado não somente entre a cultura Afro-brasileira como também ser amado dentre as nações indígenas brasileiras, em especial o Indígenas Guarany que o reconhecem pelo nome “Tukumbó Dyeguaká”, que quer dizer "Benção de Deus", sendo em 1999 eleito Cacique na Aldeia Guarani de Itaoca - Mongaguá-SP; primeiro Cacique-Cafuzo do Brasil. Veja o Vídeo!

Colocando em destaque essa miscigenação, Robson Miguel é casado com a Índia Tikuna do Amazonas We’e’ena Miguel e tem como missão lutar pela inclusão Social dos Povos Indígenas, reconhecimento da influencia indígena em sua historia, sendo o primeiro a fazer a versão, tradução e gravação do “Hino Nacional Brasileiro” na língua nativa “Guarani” com seu Vice-Cacique e Índio Guarany Karay Basilio, e foi o primeiro a reescrever a História do Brasil incluindo a voz dos Índios, lançando o Livro: ÍNDIOS – "Uma história contada pelos verdadeiros donos do Brasil”, em atendmento á Lei 11.645, que institui como obrigatório o estudo da história, lingua, cultura e tradições indígenas. Veja o Vídeo!

Em se tratando de cultura indígena, Robson Miguel é Cientista Social Indígena - Historiador Indígena – Idealizador e Organizador dos Jogos Indígenas de São Paulo, membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo fundado em 01-11-1894, membro IBB–Instituto Biográfico Brasileiro ocupante da Cadeira de Historiador Indígena - Membro da AMLAC - Academia Metropolitana de Letras, Artes e Ciências – Palestrante Indígena Especializado nas Trilhas Indígenas do Peabirú de 3.000 A.C.

Cacique eleito na Aldeia Indígena Guarani Itaóca – Mongaguá – São Paulo – Portaria Nº 292 de 13-04-2000 (Vice Cacique Karay Tata’Endy Basílio Silveira)
Cacique Presidente da ABRAIMA – Associação Brasileira de Apoio ao Índio e ao Meio Ambiente