Idealizado e construído pelo Mestre Robson Miguel, o castelo foi inaugurado ás 12:10 hs do dia 28 de agosto de 1999, exatamente no minuto em o Mestre Robson Miguel nasceu, e em 2014 completou 15 anos de preservação e promoção da historia, sendo o único no mundo especialmente criado em homenagem ao violão. Como um dos locais mais visitados da Estância Turística de Ribeirão Pires, o castelo recebe personalidades, artistas, amigos e fãs das mais diversas partes do mundo, e foi vencedor do concurso na TV Record em 2008–Programa da Eliana, como “a mais bela e exótica residência-palácio do Brasil”, estando aberto para visitação com agendamento antecipado.


Na encosta de uma grande rocha existente na mata atlântica e bem nas primeiras nascentes do Rio Ribeirão Pires que dá origem ao nome da cidade, com 2.056 metros quadrados de área construída, leva-se 2 horas e 30 minutos para conhecer todo o castelo, que nos remete às histórias vivenciadas dos reis, dos índios e negros, com peças de tortura, prisões, calabouços, pelourinho, forca, roda de estiramento, labirintos, 77 olhos ocultos, passagens secretas, túneis, e o misterioso Buraco Negro com 106 metros de extensão e total escuridão a 17 metros embaixo da terra; fruto de viagens e pesquisas que o Mestre Robson Miguel realizou como historiador. [ Veja o Vídeo ]


  

HISTÓRIA


Após viver 4 anos na Espanha e também na Alemanha, e visitar 78 castelos em vários países da Europa, o Mestre Robson Miguel descobriu que o violão nasceu na Espanha tocando para Reis e Rainhas dentro de castelos medievais. Retornando ao Brasil, comprou uma área de mata atlântica localizada á 33 quilômetros do marco zero de São Paulo, na Estância Turística de Ribeirão Pires e com recursos próprios, conhecimentos arquitetônicos auto-didáticos copiado dos castelos visitados somado á sua educação sócio ambiental, numa arquitetura inusitada e rica em beleza natural, em 5 anos construiu e inaugurou O Castelo de Robson Miguel. [ Veja o Vídeo ]




O ENIGMA DA LUZ - É tradição os castelos do mundo possuírem seus enigmas e segredos. O Castelo de Robson Miguel, não é diferente, pois após passar três anos observando o movimento e a passagem do sol do local, Robson Miguel, de forma muito trabalhosa e paciente, esperou o dia e à hora de seu nascimento (dia 28 de agosto de 1999 ao 12:10 hs) para no cume do teto do Salão Nobre (foto) construir um orifício em forma de violão, que somente uma vez por ano a luz do sol se projeta por ele sobre o seu ataúde, que também leva a forma de um violão.


Equipes de televisão, fãs, jornalistas e curiosos já vieram testemunhar, pensando ser uma informação falsa, mas saíram convencidos de que exatamente no instante em que a sua mãe lhe deu à luz, a luz do sol determina com precisão a incidência em cima de seu ataúde que, segundo Robson Miguel que após a sua morte optou pela cremação, suas cinzas serão misturadas á cola de madeira, pó de Pau Brasil e ali ele ficará ... transformado num violão ... e dentro do seu Castelo de Robson Miguel. [ Veja o Vídeo ]




COMO CHEGAR AO CASTELO DE ROBSON MIGUEL



[ Acesse o mapa completo! ]





Administrado por Soluzioni - Idéias Inovadoras